contato@montrealnet.com.br
(31) 3817-1376
1bb80b6a198bca2568965fc3290893dd.jpg

5 mitos sobre aprender inglês

   Na hora de aprender inglês, muitas pessoas já têm a dificuldade natural de dar o primeiro passo em busca do conhecimento do novo idioma, mas isso pode ficar ainda pior se você der ouvidos a “certos boatos”. Mesmo antes de encontrar uma boa escola de inglês, muitas pessoas já ficam com um pé atrás e, por isso mesmo, acabam criando bloqueios e usando desculpas para o mau desempenho ao longo do curso. Vamos desmistificar alguns deles!

5 mitos sobre aprender inglês : 

1º mito: Só é fluente quem mora no exterior

   Há muitas pessoas que jamais colocaram o pé fora do país e são tão (ou mais) fluentes quanto pessoas nascidas em países onde o inglês é a língua oficial. Isso porque o processo de aprendizado é individual e a evolução de cada pessoa dependerá muito do seu objetivo final com a língua – certificação de proficiência, aprovação em mestrado, viagem ao exterior – e da sua dedicação ao longo desse processo.

2º mito: Só devo começar a falar em inglês quando tiver mais conhecimento

   Engana-se quem pensa que para começar a arriscar no novo idioma primeiro será necessário possuir um vasto vocabulário. É preciso lembrar que durante o curso é o momento em que todo e qualquer tipo de erro é permitido e será corrigido. Por isso, o aluno deve aproveitar esse momento e ir colocando em prática aquilo que já aprendeu para, também, aprender coisas novas.

3º mito: É preciso aprender toda a gramática para se comunicar bem

   Se fosse assim, todas as pessoas que vivem no Brasil deveriam conhecer plenamente a gramática da nossa língua portuguesa! O importante é você saber como se comunicar no dia a dia e conseguir “se sair bem” nas mais diferentes situações. De nada adianta saber um monte de regras se você não souber como aplicá-las.

4 º mito: Aprender inglês é difícil e chato

   Para aprender inglês com mais facilidade e prazer, é preciso que o aprendizado e os conteúdos vistos façam parte da realidade de quem está aprendendo. Por exemplo, se o aluno gosta de música, ele pode – e deve! – utilizar esse recurso como ferramenta.

5º mito: Curso bom é curso longo

   Isso não quer dizer, também, que um curso de um final de semana ou duas semanas o transformará em alguém que fale fluentemente em inglês, mas, atualmente o mercado oferece cursos que se adequam às necessidades de cada aluno e com o seu objetivo.